sexta-feira, agosto 11, 2017

Vamos têr POLÍCIA "séria"?

Resultado de imagem para policia transito moçambique
“O seu acompanhante deve ter sempre sinto de segurança”. “Um transportador público não deve ter barba grande”. “Não pode ultrapassar a lotação recomendada. O que diz o livrete?”. Eram apenas conversas de pedagogia. Caderneta de multa a parte, a Polícia de Transito dedicou o dia de ontem somente para educar. Não havia nenhuma multa a aplicar, mesmo diante de uma irregularidade. E houve, de facto, quem não tinha toda a documentação exigida pelos homens que regulam o trânsito. Tal foi o caso de Rafael Machai, interpelado na avenida OUA, Cidade de Maputo. Tinha a inspecção não actualizada. “Não tem inspecção? Deve levar o carro à inspecção. Isso é obrigatório”, alertava o agente da Polícia de Transito.Houve também um automobilista que foi encontrado com vidros fumados e, por isso, foi obrigado a tirar o plástico, uma vez que a Polícia proíbe que se alterem as características originais das viaturas, em particular fumar os vidros. 

Imagem relacionada
Imagem relacionadaMesmo depois de tirar, o automobilista justificou que comprou a viatura com vidros fumados e que não alterou nenhuma característica. Além das actividades desta quinta-feira, daqui em diante a Polícia de Trânsito passará a andar com um banner, como forma de transmitir mensagens educativas contra a corrupção. No mesmo está escrita a mensagem: “Serviço livre de corrupção”. A Polícia explica que o objectivo é acabar com situações em que os agentes são subornados, de modo a não aplicar multa em caso de alguma irregularidade. “Queremos acabar com suborno aos agentes da Polícia. Estamos também a fazer um trabalho profundo internamente, de modo a educar os nossos agentes”, disse Rodrigues Zucula, chefe de departamento da Polícia de Trânsito da Cidade de Maputo. Os automobilistas saúdam a iniciativa e esperam que possa, também, evitar possíveis casos de exigência indevida de dinheiro. A campanha de educação da Polícia surge numa altura em que os acidentes de viação continuam a matar pessoas e igualmente numa altura em que são registados casos de roubo de viaturas.

0 comentários: