domingo, outubro 05, 2014

P.P. em Moçambique

O antigo Presidente de Cabo Verde, Pedro Pires, vai chefiar uma missão de observadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições gerais de Moçambique, aparazadas para 15 de Outubro corrente. Cada um dos agora nove Estados-membros da CPLP irá também designar um representante para integrar a missão em Moçambique, que trabalhará de 9 a 20 de Outubro.Pedro Pires chefiou, pela rimeira vez, uma missão de observação eleitoral da União Africana (UA) em Angola, constituida por cerca de 60 elementos que estiveram presentes em todas as províncias daquele país da SADC, a acompanhar o processo eleitoral de 31 de Agosto de 2012.A par disso, cerca de 4500 observadores nacionais estarão directamente envolvidos no processo eleitoral, à luz de um memorando de entendimento assinado recentemente entre a Comissão Nacional de Eleições (CNE) e o Observatório Eleitoral (OE).No entanto, informações facultadas  pelo porta-voz do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), Lucas José, indicam que mais de 800 jornalistas nacionais e 110 observadores estrangeiros foram já credenciados para acompanharem o processo eleitoral no país.

0 comentários: