quarta-feira, outubro 01, 2014

A melhor selecção africana


Foto: Moçambique com impossíveis contas de qualificação
Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Fotos da FIBA.com

A Selecção Nacional de Basquetebol sénior feminina de Moçambique tem em risco a sua continuidade no XVII Campeonato do Mundo que desde sábado decorre na Turquia. Depois das derrotas diante do Canadá (69-54) e França (89-45) nos dois primeiros jogos, no sábado e domingo, respectivamente, dificilmente vai passar para o “play-off” de acesso aos quartos-de-final. É que nem uma eventual vitória amanhã diante da anfitriã Turquia evita que a equipa de Nazir Salé se posicione em último lugar do Grupo B.

Está praticamente traçado o destino de Moçambique na sua estreia absoluta no Campeonato do Mundo de Basquetebol em seniores femininos.

Após duas derrotas em igual número de jogos, sábado e domingo, respectivamente diante do Canadá (69-54) e França (89-45), as vice-campeãs africanas estão praticamente afastadas do “play-off” de acesso aos quartos-de-final.
LEIA MAIS EM:http://www.desafio.co.mz/index.php/destaque-noticias/1980-mocambique-com-impossiveis-contas-de-qualificacaoA selecção nacional de Moçambique despediu-se com uma grande actuação do Campeonato do Mundo de Basquetebol em seniores femininos, que decorre na Turquia, fazendo frente a selecção da casa em mais uma grande actuação de Leia Dongue. As "samurais" perderam por apenas dez pontos de diferença e afirmaram-se como a melhor selecção africana no Mundial.Apoiadas por cerca de dez mil turcos, nas bancadas da arena de Ankara, a selecção turca adiantou-se no marcador e com triplos certeiros tentou abrir uma vantagem confortável chegando aos 5-13.Mas Filomena Micato deu início a recuperação com um triplo. Enquanto a equipa fechava bem na defesa Leia Dongue e Deolinda Ngulela reduziram a desvantagem para apenas um ponto. Entretanto a selecção turca tinha a pontaria mais afinada e voltou a dilatar o marcador vencendo o 1º período por 12-18.Moçambique marcou primeiro da linha de lances livres, onde neste jogo chegou aos 64,7% de aproveitamento, e um cesto da nossa capitã reduziu para dois pontos a desvantagem.O jogo entrou numa fase mais "amarrada" com as duas equipas a fecharem bem e os lançamentos a não caírem. Contudo a maior experiência das anfitriãs veio ao de cima e voltaram a alargar a vantagem chegando aos 13 pontos.Uma "bomba" de Deolinda Gimo voltou a galvanizar as "samurais", porém as turcas eram mais punjantes a atacar e graças a sua maior altura bloqueavam o jogo interior das moçambicanas que só da linha de lances livres voltaram a marcar no 2º período saindo para o intervalo a perder por 23-36.
Foto: Resta manter a dignidade
Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Foto da FIBA.com

O seleccionador nacional de basquetebol sénior feminino de Moçambique, Nazir Salé, reconheceu as dificuldades que a sua equipa está a enfrentar no Campeonato do Mundo que decorre desde o passado sábado na Turquia. Amanhã joga às 18h00 diante da Turquia.

Com a qualificação para o “play-off” de acesso aos quartos-de-final praticamente fora do alcance, Nazir Salé diz que a sua equipa deve lutar para sair do Campeonato do Mundo de cabeça erguida.
LEIA MAIS EM:http://www.desafio.co.mz/index.php/destaque-noticias/1983-resta-manter-a-dignidadeDepois do descanso Leia abriu o placar, Rute somou mais dois e Deolinda Gimo reduziu para nove pontos a desvantagem.S. Ivegin puxou dos galões, primeiro com um cesto e depois com um triplo, elevou a vantagem para 14 pontos mas um cesto de Ngulela e triplo de Anabela Cossa não deixaram a Turquia distanciar-se.Mesmo empurradas pela sua claque as turcas, 13ª no ranking da FIBA, não tinham sucesso nos lançamentos triplos contudo o seu melhor ritmo de competição permitia-lhes ganhar ressaltos e dai somar cestos. Mesmo em cima do último segundo do 3º período, B. Dalgalar acertou um triplo e aumentou o placar para 38-55.Já eliminadas do Mundial, as "samurais" entraram para o último período a jogar pela honra, não só de Moçambique mas também do nosso continente pois a outra representante, a campeã africana Angola, foi humilhada na prova: primeiro pela Sérvia por 102-42, depois pela China por 65-39 e ainda pelos Estados Unidos por 119-44.
Foto: Estou a realizar um sonho
Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Foto da FIBA.com

A melhor jogadora de Moçambique neste Mundial, Leia Dongue, diz que está a realizar um sonho de criança ao estar a jogar pela primeira vez num Campeonato do Mundo de Basquetebol. A atleta tem liderado as estatísticas da Selecção Nacional nos capítulos de pontos marcados e ressaltos, mas na hora de abordar o destaque que tem prefere dividir o mérito com as colegas.

Veio para este Mundial com a esperança de que iria assumir o protagonismo deixado pela retirada de Clarisse Machanguana da Selecção Nacional.

Na hora de fazer o primeiro balanço da presença de Moçambique no Mundial da Turquia, a verdade manda dizer que Leia Dongue não tem defraudado.

Diante da França, Leia Dongue foi mesmo eleita pela FIBA como a MVP do jogo, ao apontar 18 dos 45 pontos de Moçambique e arrancado 11 dos 31 ressaltos da Selecção Nacional.
LEIA MAIS EM:http://www.desafio.co.mz/index.php/destaque-noticias/1982-estou-a-realizar-um-sonhoLeia Dongue, sem dúvidas uma das grandes revelações do Campeonato, somou mais alguns pontos para a sua conta pessoal, desta vez da linha de lances livres, e depois de uma "bomba" de Deolinda Ngulela a internacional moçambicana de 23 anos de idade, que joga no 1º Agosto de Angola, colocou a nossa selecção na meta definida pelo selecionador nos 45 pontos.Mas o espectáculo de Leia não havia terminado faltava um triplo, e que bomba! Deixou os adeptos turcos boquiabertos quando atirou a contar quase do centro da quadra e sob a pressão de uma adversária.Leia somou mais dois pontos, fez 17 em todo o jogo e ainda apanhou 14 ressaltos.Odélia Mafanela converteu outros dois e voltou a animar a partida. As turcas, que já deviam estar a pensar nos quartos de final, tremeram mas não vacilaram e voltaram a somar pontos.Um cesto de Anabela Cossa sentenciou o resultado final Moçambique 54-64 Turquia.As "samurais" inscreveram o nome de Moçambique na elite do basquetebol mundial, missão cumprida!

0 comentários: