terça-feira, abril 12, 2016

Partido Renamo sofre baixas

Resultado de imagem para manicaQuinze homens armados da Renamo foram mortos em confrontos militares em Nhassacara, no distrito de Báruè, norte da província de Manica, no domingo findo, confirmou ontem fonte do Ministério do Interior, que não quis ser citada.O “Diário de Moçambique” disse que os homens abatidos atacaram membros das forças governamentais que estavam de patrulha na Estrada Nacional número sete, N7, a via que liga as províncias de Manica e Tete.A mesma fonte indicou que do lado das forças governamentais houve registo da morte de uma pessoa.Outras três contraíram ferimentos, encontrando-se em tratamento médico. Os feridos, conforme a fonte, estão fora do perigo.No domingo passado, o trânsito rodoviário ficou temporariamente interrompido, na zona do confronto, em Nhassacara, posto administrativo de Chôa, na sequência do tiroteio verificado, descrito como aceso.A Polícia da República de Moçambique (PRM) teve que mobilizar blindados para escoltar viaturas que seguiam para Tete e para Chimoio, apontam dados colhidos pela nossa Reportagem.Em Nhassacara, cabanas que acolhiam os supostos homens da guarda pessoal do líder da Renamo foram integralmente queimadas.Os combates, que iniciaram pelas oito horas, terminaram no início da tarde, altura em que a Polícia debelou, por completo, a violência armada protagonizada pelos presumíveis homens armados da Renamo, que, segundo dados, já evocavam a sua governação, na região, perante a população.As declarações terão sido feitas antes da chegada do contingente policial, que vigia a rodovia, onde acontecem sistemáticos ataques a viaturas civis e membros das forças de defesa e segurança.Os homens armados da Renamo têm estado a dispersar a sua acção, em pontos diferentes, naquele distrito, numa tentativa de distrair às autoridades policiais, que intensificam a sua presença, de modo a garantir a ordem e tranquilidade pública, que de alguma forma, vêem – se ameaçadas, pelas incursões armadas de supostos elementos armados da Renamo.Depois da localidade de Honde, no posto administrativo de Chuala, os mesmos passaram para Nhamatema, ainda naquele posto administrativo.No último final de semana, registou-se episódio de confronto armado, em Nhassacara, no posto administrativo de Nhampassa, nas proximidades do distrito de Guro, do qual Manica se separa de Tete.

0 comentários: