sexta-feira, junho 09, 2017

Se houver uso indiscriminado dos recursos naturais....

Para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, 20 individualidades entre jornalistas e ambientalistas reuniram-se, na IREX, numa mesa-redonda para reflectir sobre “O Papel da Mídia na Protecção da Biodiversidade”. Os participantes analisaram as razões subjacentes sobre a ameaça à biodiversidade no país. Um dos participantes, Anabela Rodrigues, Directora da World Wildlife Found (WWF) Moçambique, olhou para alguns dos problemas estruturais que afectam a luta para protecção da biodiversidade. “É preciso reflectir sobre como as decisões de desenvolvimento são tomadas, como as instituições são criadas e organizadas e como as regras de conservação são estabelecidas e executadas”, comentou Rodrigues. 
Imagem 1 intercalada
“Se houver anarquia e uso indiscriminado dos recursos naturais, o país não será capaz de sair da pobreza”, enfatizando que organizações, como a WWF, precisam de estar na mesa onde as decisões políticas e de investimento relevantes são feitas, pois esta é a única maneira de ser eficaz e alcançar resultados. Raul Senda, jornalista do semanário SAVANA, lamentou que questões sobre biodiversidade são muitas vezes marginalizadas na imprensa, geralmente estes assuntos não são vistos como tópicos que ajudam a vender jornais ou atrair publicidade. Na ocasião, Ricardo Machava – jornalista da STV, comentou que há necessidade dos meios de comunicação social reportarem mais sobre biodiversidade, de modo a despertarem o interesse do público no assunto. A mesa-redonda foi co-organizada pela WWF, IREX e Fórum de Fauna Bravia. O Programa Para Fortalecimento da Mídia (MSP) é financiado pelo Governo dos Estados Unidos da América, através da sua Agência para o Desenvolvimento Internacional (USAID), e implementado pela IREX.

0 comentários: