quinta-feira, junho 18, 2015

Turismo, falando dele

As transacções no sector do turismo em Moçambique estão a sofrer uma acentuada queda nos últimos meses. Segundo a AVITUM (Associação de Agentes de Viagens e Operadores Turísticos de Moçambique), liderada por Noor Momade, as receitas do sector baixaram em quase todos os principais serviços relacionados, nomeadamente nas passagens aéreas domésticas e internacionais, alojamentos, transferências turísticas, aluguer de viaturas, excursões, conferências e seminários Citado por “O Nosso Jornal”, Noor Momade diz que o sector do turismo não está a progredir, pelo menos ao ritmo dos investimentos realizados no sector, e apela ao Governo para uma intervenção neste sector da economia, sugerindo a facilitação da emissão de vistos de fronteira, à semelhança do que acontece em alguns países da SADC. O presidente da AVITUM aponta ainda a necessidade de redução das tarifas dos voos domésticos e  o aumento da sua frequência para estimular a mobilidade de turistas dentro de Moçambique e para desenvolver o sector. A AVITUM tem actualmente 62 membros. O presidente da Associação não indica dados sobre a degradação do sector e nem dá explicações sobre as razões por detrás da queda. Mas há quem considere que o presente fracasso do sector do turismo em Moçambique tem a ver com a instabilidade política no país, caracterizada por confrontos militares entre o Governo e a Renamo. Já houve encerramento de várias instâncias, incluindo em regiões consideradas como sendo de alguma segurança. (E.C)

0 comentários: