segunda-feira, junho 15, 2015

“Só temo Deus”, presidente do Sudão

Resultado de imagem para aviao de al-bashirProcurado por crimes de guerra e contra a humanidade, o presidente do Sudão está impedido de sair da África do Sul, onde participa numa cimeira.Com um mandado de detenção do Tribunal Penal Internacional às costas, Omar al-Bashir viu um juiz sul-africano decretar a medida depois da queixa de um grupo sul-africano de direitos humanos.Mas a delegação sudanesa está tranquila. “Estamos aqui como convidados do governo da África do Sul. Acredito que o governo sul-africano vai conseguir lidar com o tribunal ou com quem quer que seja que está a tentar impedir o presidente de sair deste país. Posso garantir que o presidente Bashir vai partir no horário previsto”, declarou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Ibrahim al-Ghandour.A sessão judicial deverá realizar-se esta segunda-feira mas dificilmente o presidente sudanês será detido, já que Pretória concedeu imunidade a todos os políticos que participam na cimeira da União Africana.O conflito no Darfur provocou mais de 300 mil mortos e 2 milhões de refugiados.

0 comentários: