segunda-feira, novembro 07, 2016

Como funcionam as eleições americanas

Antes de comandar a maior economia e o maior exército do mundo, o presidente dos Estados Unidos precisa derrotar o complexo sistema eleitoral americano

1. A voz do povo…
Existem dois grandes partidos nos EUA, o Democrata e o Republicano. Normalmente, eles começam o ano das eleições sem candidato, que precisa ser escolhido pelos eleitores. Em 2008, por exemplo, nas eleições primárias, os democratas podiam optar entre Barack Obama, Hillary Clinton e outros seis pré-candidatos.

2. …É a voz dos delegados
Como as primárias são indiretas, o voto não vai direto para o précandidato – passa antes pelos delegados. E cada partido tem um jeito de representar seus eleitores.

3. Uma festa política
Todo ano, cada partido faz uma convenção. E é nesse grande comício televisionado que milhares de delegados (são cerca de 2 mil republicanos e 4 mil democratas) votam nos précandidatos escolhidos pelo Estado que representam. Principalmente, a celebração serve para divulgar o nome do vencedor e apresentar o candidato para os americanos.

4. Embate de candidatos
Em outubro, escolhidos nas eleições primárias, os candidatos participam de três debates.

5. O grande dia
O processo das primárias é repetido nas eleições gerais, mas com apenas 538 delegados. Novamente, quem venceu em um Estado ganha os delegados desta região. E, mesmo tendo recebido milhões de votos, o segundo colocado naquele Estado não ganha delegado nenhum.

6. O escolhido
Depois que conquista mais da metade dos 538 delegados, o candidato vence a eleição. Com esse sistema, nem sempre quem ganha a maioria dos votos dos eleitores fica com a maioria dos delegados. Isso aconteceu na vitória de Bush sobre Al Gore, em 2000, quando o democrata ganhou, mas não levou.


1. Nevada 2. Colorado 3. Iowa 4. Wisconsin 5. Michigan 6. Ohio 7. Pensilvânia 8. New Hampshire 9. Virgínia 10. Carolina do Norte 11. Flórida

Delegados Unidos da América

A costa costuma ser Democrata, enquanto o centro escolhe os Republicanos. Sobram os indecisos, Estados que não têm um partido definido e, por isso, recebem grande esforço de campanha. Veja os Estados que estavam em cima do muro em outubro, pouco antes das eleições.

0 comentários: